Vamos ver 3 problemas com USB-C que você precisa conhecer

3 problemas com USB-C que você precisa conhecer

Aprenda os conceitos do futuro indolor do USB tipo C, como ele difere do USB e sua natureza de durabilidade. Além disso, conheça a possível solução para solucionar mídia flash corrompida.

Wondershare Recoverit Authors

16/04/2021 • Arquivado para: Soluções para Pendrive • Soluções comprovadas

0

A solução para nossas necessidades futuras de cabos parecia completa com a chegada do USB tipo C. Sim, um cabo que serve para todos, destinado a unificar energia, parece não estar à altura de sua finalidade. De problemas de compatibilidade a velocidades de dados e outros, os problemas são proeminentes com ele.

Parte 1. O que é USB Tipo-C?

Este conector foi desenvolvido para transmitir dados e energia em um único cabo. Embora o conector USB C pareça com o conector USB tipo A normal à primeira vista, ele funciona de forma diferente.

A natureza reversível é o que há de melhor! Você não precisa virá-lo enquanto conecta, pois ele tem o mesmo conector nas duas extremidades. Estando no centro das atenções desde 2014, o USB-Implementer's Forum (USB-IF) entrou na hora certa para melhorar a transferência de dados entre máquinas e dispositivos periféricos.

Daí a criação de um conector padrão para substituir uma série de portas seriais e paralelas quando se trata de transferência de dados. O USB C possui os seguintes recursos.

usb tipo c

Velocidade de transferência de dados

USB –C apesar de ser fino, vem com 24 pinos em comparação com sua geração anterior com 9. Isso aumenta a potência, a taxa de transferência mais rápida e a capacidade de oferecer suporte a vários protocolos de seus modos alternativos. Falando sobre a saída de USB C para HDMI, VGA, Display Port ou outras portas. A melhor parte é que você não está limitado a apenas um monitor, você pode conectar até 3 dispositivos através de um único adaptador USB-C. No entanto, isso dependerá da capacidade de sua porta USB-C.

Compatibilidade

E quando se trata de compatibilidade, a porta USB C é eletricamente compatível com as portas USB 3.0 e 3.1 mais antigas. Apenas certifique-se de que seu adaptador ou cabo tenha os plugues necessários para conectar qualquer dispositivo que não tenha o plugue USB-C.

Mesmo que alguns novos dispositivos venham com esses recursos, para outros, você precisará comprar adaptadores ou cabos USB para conectar o USB-C a outras tecnologias, como Ethernet. Caso contrário, ainda é o novo padrão emergente para dados e, eventualmente, será onipresente nos principais dispositivos.

Usabilidade    

Pense em USB C e a próxima coisa que passa pela sua cabeça é uma porta para tudo. É bem projetado para oferecer suporte a vários modos e padrões. O conector reversível facilita a conexão, independentemente da orientação para cima e para baixo. Além de funcionar perfeitamente em vários dispositivos, você também pode trabalhar com ele em diferentes sistemas operacionais como Windows, Google, iOS, entre outros.

Mais potência

Não há limites de alimentação do thunderbolt USB C a monitores de alta resolução; oferece até 100 watts para enfrentar qualquer touro pelo chifre. Além disso, os cabos adaptadores USB C podem fornecer resolução de vídeo 4K de alta densidade para monitores HDMI.

No entanto, USB tipo C também vem com algumas desvantagens significativas, apesar do fato de que essas deficiências serão resolvidas no futuro, elas causam inconvenientes para nosso uso diário.

Confusão devido a aplicações expansivas

A vantagem do USB Tipo-C também é sua desvantagem. O problema com este sistema de conector USB é que ele possui diferentes aplicativos e diferentes compatibilidades de interface que podem causar confusão. Por exemplo, um dispositivo que implementa USB C não significa necessariamente que implementa a versão USB mais recente e outros recursos USB, como USB Power Delivery e Alternate Mode.

Necessidade de definição e rotulagem adequadas

Outra desvantagem do USB Tipo-C que diz respeito à sua implementação e adoção é a necessidade de definição e rotulagem adequadas para evitar a confusão acima mencionada. Lembre-se de que um USB C apenas informa a aparência dos plugues e das portas. É um tipo USB e não uma interface de hardware. Ele não descreve as taxas de transferência de dados, recursos de energia e dados suportados e protocolos de interface.

Usuários são expostos a algumas ameaças de segurança:

Recentemente, alguns estudos mostraram que as novas portas USB Tipo-C são muito frágeis em termos de segurança. O malware como BadUSB pode entrar em laptops por meio de firmware no cabo sem que o usuário saiba.


Parte 2. 3 problemas sobre USB Tipo-C

Nem tudo que reluz é ouro; e não é uma exceção para este novo design de porta que até agora atingiu uma ampla gama de dispositivos de consumo. Embora resolva muitos problemas observados na antiga porta USB-A, como compatibilidade com a conexão thunderbolt 3 e outras Ethernets, também é deficiente com a sua própria. Vamos dar uma olhada em 3 problemas de USB-C que você deve conhecer.

tipo de usb errado

1. O cabo errado pode queimar seus dispositivos

Não existe um mecanismo de contorno adequado para identificar qual cabo tem qual tensão e assim por diante. Portanto, é muito fácil comprar o conector USB C errado sem saber. Sim, o cabo errado causará mais danos e, na maioria dos casos, fará com que as portas do seu dispositivo parem de responder. Ao contrário do USB tipo C, o USB tipo A foi projetado para propelir menos tensão.

Isso explica por que o tipo A não tem muitos problemas como o muito procurado tipo C. O primeiro simplesmente obterá apenas o poder que pode controlar até um certo limite. Assim que atingir esse ponto, ele se renderá, parando de funcionar ou um pouco antes de seus dispositivos serem queimados.

Nada é mais urgente do que ficar desapontado com este componente de carregamento mais rápido!

Lembre-se de que seus cabos devem ser feitos de maneira adequada. Eles têm controladores e resistores que impedem o seu dispositivo de consumir muita energia de carregamento. E como muitos cabos não são compatíveis com as especificações USB C, seu valor de resistor não é o par. Portanto, fique atento e não seja vítima desses produtos duvidosos a cabo.

2. Nem todas as portas USB-C são iguais

A natureza de reversível (flippability) torna o USB c para qualquer dispositivo algo muito fácil. Sim! Eles podem ser reversíveis, mas há mais do que aparenta. Apesar de ser capaz de carregar seu dispositivo de telefone USB, transferir arquivos ou até mesmo conectar seu HDMI, monitores e periféricos, o negócio ainda não foi fechado. Nem todos os conectores USB C são iguais. Seus recursos compatíveis funcionam de maneira diferente. Como alguns conectores permitem a manutenção de várias impressoras ou monitores, outros não. Aqui está o conceito!

Os conectores USB tipo C funcionam bem em dispositivos que suportam USB 2.0, 3.0 e 3.1. Da mesma forma, todos esses impulsionam uma quantidade diferente de poder. A velocidade do USB 2.0 é muito lenta em comparação com o USB 3.1, que é muito mais rápido. No entanto, alguns conectores transferem vídeos de alta resolução, como resolução de 4K, enquanto outros não têm essa correspondência.

Por exemplo, o protocolo Thunderbolt 3, que está atualmente em uso no mundo Mac, usa um conector USB C. Isso também significa que você precisa de um cabo especial com recursos eletrônicos adicionais para conectar-se corretamente com os conectores e conectar dois dispositivos Thunderbolt 3 corretamente.

E, reduzindo aos dispositivos, a maioria dos conectores USB C que carregam dispositivos grandes, como laptops, não são compatíveis com smartphones ou outros dispositivos menores de carregamento. O problema está no nível de tensão. O primeiro é muito alto para alguns dispositivos menores. Novamente, o problema da transferência de dados é outro problema de custo alto. Enquanto o conector USB 3.1 tipo C suporta apenas transferência de dados a uma velocidade não superior a 5 Gbps, os cabos USB 2.0 são projetados para suportar apenas carregamento.

3. O inferno dos dongles é real

Imagine o seguinte: seu armário provavelmente tem uma coleção de cabos USB. Ao longo dos anos, você teve cabos para discos rígidos, monitores, impressoras, telefones e muito mais. Quando você finalmente decide optar pelo USB C, sua coleção de cabos USB A não se conecta diretamente ao seu laptop. Você só conseguirá sobreviver com alguns adaptadores simples se precisar manter seus cabos antigos. Aposto que seria impulsivo substituir todos os seus cabos antigos por cabos USB C. Portanto, a melhor opção é controlar uma série de dongles e apenas conectá-los a um adaptador. Ele faz seu trabalho mais rápido! Não é?

Mas não acaba aí!

Você só terá resolvido os problemas de cabo, mas lembre-se de que ainda tem mais dongles para sua Ethernet e outros monitores. E como nem todas as portas USB C são iguais, você deve comprar uma específica que funcione com o seu dispositivo. Isso significa mais dinheiro. O inferno dos dongles é certamente real!

4. A mídia flash pode ser corrompida

O USB tipo C tem seus lados bons e ruins. Como mencionado anteriormente, o cabo errado pode fritar seus dispositivos, entre outras deficiências. E lembre-se, são dados importantes mantidos lá. Portanto, fritar seus dispositivos como uma unidade flash USB C também significa que você perderá toneladas de dados. Além disso, sua mídia flash pode enfrentar cenários de perda de dados, como ser corrompida, ser invadida por vírus, formatação acidental e assim por diante.

Com tal fenômeno, a saída segura é recuperar seus dados perdidos usando a ferramenta recomendada. Não é uma grande confusão manter o USB C Magsafe com o software Wondershare Recoverit.

Este aplicativo é altamente provável para resgatar seus dados perdidos, como e-mails, fotos, vídeos e outros anexos em apenas 3 etapas. Não importa qual dos seus dispositivos foi queimado pelo cabo errado. A partir do disco rígido, cartão SD, PC, iPad, smartphone ou qualquer outro dispositivo, você pode fazer uma recuperação rápida com apenas alguns cliques. Siga estas etapas para recuperar a mídia flash corrompida.

Etapa 1. Selecione um local

Primeiro, escolha um local de onde você perdeu seus arquivos. Se for uma mídia flash, conecte-a ao computador por meio da porta USB C e espere que o computador a detecte. Assim que for reconhecido, clique no botão 'Iniciar' para iniciar o processo de varredura.

selecione todo o disco

Etapa 2. Verifique sua mídia flash

Este aplicativo iniciará o processo de varredura, geralmente, uma varredura geral que não leva muito tempo. No entanto, também pode demorar um longo período se você tiver um arquivo muito grande para escanear. Enquanto isso, você pode interromper o processo de varredura quando desejar e reiniciá-lo posteriormente. Da mesma forma, você pode selecionar arquivos e filtrá-los durante o processo de verificação. Isso é para acelerar o processo e eliminar os arquivos que você não precisa recuperar com antecedência suficiente.

varredura de unidade externa

Etapa 3. Pré-visualize e recupere os arquivos

O Wondershare Recoverit oferece a opção de visualizar seus arquivos recuperáveis. Com isso, você selecionará apenas o que precisa reter ao eliminar o resto. Além disso, você poderá obter mais informações sobre o arquivo que deseja recuperar após a visualização, como nome, tamanho e caminho do arquivo. Quando tiver certeza, clique no botão 'Recuperar' para recuperar seus dados. Lembre-se de não salvar seus arquivos no local de onde eles foram perdidos. Salve-o em outro local e transfira-o para um dispositivo externo para uso posterior.

visualize e recupere

Conclusão

A interface do futuro já está aqui e sua aplicabilidade universal apenas completa seu propósito. O USB C trouxe mais do que suficiente para suportar modos alternativos, compatibilidade potencial com outras conexões Ethernet como USB C para HDMI ou Thunderbolt 3, velocidades de transferência mais altas e um design mais fino, entre outros. No entanto, vale a pena observar suas limitações e é por isso que resolvemos os 3 problemas que todo usuário precisa saber para que você possa utilizar com maestria.


Perguntas relacionadas pesquisadas com frequência

1. Que tipos de arquivos o Wondershare Recoverit Recover pode recuperar?

Ele pode recuperar mais de 1000 formatos de arquivo como MP3, MP4, MOV, FLAC, FAT, NTFS, APFS e muitos tipos de arquivo como áudios, e-mails, fotos, anexos e muitos mais.

2. Por que a Apple usa lightning em vez de USB C?

A opção da Apple de USB C para lightning é que você pode carregar e sincronizar seus dispositivos iOS, bem como importar seus arquivos quando conectado a uma porta USB C.

3. Qual é a diferença entre um USB e um USB C?

O USB tipo C é um plugue poderoso que hospeda qualquer tipo de conexão; é pequeno o suficiente para o seu smartphone e poderoso o suficiente para alimentar o seu PC, enquanto o USB é um protocolo usado para um dispositivo específico. Pode ser para uma impressora, monitor, telefone ou qualquer outro dispositivo.

4. O USB-C é mais durável?

Em comparação com o USB, o USB C é mais durável. O design do conector é distribuído uniformemente e não ficará preso depois de conectado ao dispositivo.

 

Recoverit author

Luís Santos

chief Editor

(Clique na estrela acima para avaliar o artigo)

Pontuação Média4.5(105pessoas participaram da classificação)

Home > Recursos > Dicas para Pendrive > 3 problemas com USB-C que você precisa conhecer